Compras conscientes!

Cada vez se fala mais sobre sustentabilidade e consumo consciente. Consumir é uma necessidade mas pode tornar-se um problema quando o deixamos de fazer de forma consciente e sem ser por necessidade. 

Na área da consultoria de imagem é muito comum vermos armários cheios de roupa, alguma quase ou nada usada, e outras muitas vezes ainda com etiqueta. 

Aqui a questão que se coloca é: como podemos ser mais conscientes na moda e nas compras que fazemos? 

Na minha opinião ainda existe muito trabalho a ser feito para sensibilizar quem compra (sem saber!) para o desperdício. Mas se o artigo a comprar parece mesmo necessário, aos nossos olhos , devemos fazer algumas questões a nós próprios antes de comprar: Por que comprar? Como usar? Preciso mesmo deste artigo?

Desde 2018 que me tornei mais consciente em relação ao que compro (em loja e online), não só em relação à moda mas também em relação a artigos para a minha casa, tendo começado por mudanças simples mas que a longo prazo tenho a certeza que vão fazer toda a diferença (mas posso falar desse tema num outro post). 

Nunca fui de ter roupa em excesso, mas já cometi o erro de comprar roupa e, sem dar conta, um tempo depois ir ao armário e ela la estar com a etiqueta novinha em folha.

Desde que comecei a comprar de forma mais consciente, comecei também a comprar roupas com melhor qualidade que sei que vão durar mais tempo e a longo prazo sei que foram sem dúvida bons investimentos. 

Como comecei a preferir a qualidade vs a quantidade, se possível, espero sempre pela época de saldos. Geralmente os artigos que tenho debaixo de olho acabam por ter algum desconto e acabo por comprar a uns bons preços. Raramente compro o que quer que seja em Black Friday – e isto foi uma epifania. A não ser que seja algo que precise mesmo no momento, as compras neste dia são por norma compras de impulso, em as lojas fazem descontos a rondar os 20% e se pensarmos bem, 1 mês depois os saldos aparecem e facilmente aquelas peças terão um desconto melhor. Será que não vale a pena a espera? 

Comecei a comprar artigos em 2ª mão. Principalmente malas e cintos de marcas de designer. Acreditem que existem boas oportunidades de peças praticamente novas, em excelente estado e a preços muito bons. 

Também estabeleci para mim um desafio para este ano. Comprometi-me a não comprar mais que 25 peças de roupa/ acessórios/ sapatos no ano. Parece uma parvoíce, mas quando vamos fazer contas ao final do ano ao número de coisas que compramos, podemos ter a surpresa de comprar bem mais do que necessitamos (e não é assim tão difícil…)

Aplico também a regra de entra uma peça sai outra. Até porque por norma as peças  que se compram vêm substituir uma outra que já não se encontra em bom estado, ou já não serve ou simplesmente já não gosto. Podemos doar ou até mesmo vender. 

Na próxima vez que for às compras reflicta sobre estes pontos: 

  • Criar o hábito de fazer listas do que se precisa => se o fazemos para as compras de casa, com a roupa funciona da mesma forma e assim vai evitar as compras por impulso, 
  • Antes de comprar, pense se precisa mesmo do que está prestes a trazer para casa? Que peça vai substituir or doar?
  • Comprar qualidade é comprar menos quantidade e comprar peças intemporais,
  • Reutilize e recicle! Coloque a criatividade em prática e dê uma nova cara às peças que já não usa e que ainda estejam em bom estado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s